São João: 5 ideias para viver o espírito festivo em casa

saojoao-gomesdasilva1

Flores, manjericos e festas em família. São várias as formas de trazer a cor e alegria destas festas para o interior da tua casa.

Mesmo com as restrições impostas pela pandemia Covid-19 é possível viver o espírito dos Santos Populares. Toma nota: “A 13 temos o Santo António, a 24 o São João, a 29 o São Pedro, tudo com animação”. Para manter a cor e alegria destas festas tradicionais portuguesas, o portal Habitissimo reuniu cinco dicas para que possas viver o espírito dos Santos Populares dentro de portas, tirando máximo partido da tua casa.

 

Perfumar janelas e varandas para os Santos Populares

 

Seja com papel, tecido, renda ou lã, pouco importa. O importante é decorar a casa com flores, muitas flores, um dos incontornáveis elementos dos dias de festa que aí vêm. Estás pronto para colorir as tuas janelas e varandins nestes Santos Populares?

 1-gomesdasilva.jpeg

 

Inspira-te com quadras

 

Se a cada flor associares uma mensagem ou rima em quadra, o conjunto festivo fica completo. E não faltam motivos inspiradores: o caldo verde, os bairros típicos, os arcos e os balões, as sardinhas no pão, sem esquecer, claro, os santos padroeiros.

 2-gomesdasilva.jpeg

 

“Manjerica” os parapeitos

 

Aproveita a “desculpa” dos Santos Populares para usar e abusar dos manjericos na decoração de soleiras e parapeitos. A planta aromática oferece um contraste singelo nos seus tradicionais vasos de barro.

 3-gomesdasilva.jpeg

 

Monta um “arraial” no interior

 

Aproveita os santos passados em casa e transforma a zona de estar numa área de música, dança e jogos em família - a pesca à sardinha e o desenrolar de rifas prometem horas de diversão no “arraial” em versão interior.

 4-gomesdasilva.jpeg

 

Celebra à mesa

 

Para fazer as delícias dos mais pequeninos - e não só! - nada como um festim doce, inspirado na gastronomia tradicional dos santos. Sardinhas de chocolate, queques manjerico e línguas de gato …  Consegues resistir a esta mesa típica?

 

 

Fonte: Idealista.pt

Publicado a: 21 de Junho de 2021

Por: Idealista.pt

Avalie o seu imóvel